sexta-feira, agosto 07, 2009

Deísmo para crianças

Dawkins está um pouco atrasado no seu "evangelismo" infantil. Até mesmo a "rainha dos baixinhos", Xuxa, está mais adiantada do que ele. Note a letra da música "O Dono da Terra", cantada no programa especial de Natal, exibido na Rede Globo, em 2006:

"Eu queria saber o que é o que é / Que eu vi na tv / Que dizia que o mundo não é um brinquedo / E nem um segredo / Que eu não sei dizer. / Não é cabra-cega / Não é pique-esconde / Nem amarelinha / Não é um brinquedo / E nem um segredo / Que eu quero saber, que eu quero saber. / Mãe, me explica direitinho / O que gente grande entende muito bem / Como pode uma bomba explodir dentro de um trem? / Pai, me explica direitinho / O que gente grande sabe muito bem / Como pode uma criança pobre de marré deci sem ninguém? / Vê qual é o nome do dono da Terra / Inventor do céu e do mar / Pega o telefone e liga pra esse homem / Diz que é pra ele... reinventar."

A ler essa letra, percebi imediatamente três pontos:

1. Apesar de ser para crianças, a música trata de um assunto sério.
2. Miséria, sofrimento e até o terrorismo deixam crianças perplexas.
3. Para quem recorrer diante desses acontecimentos? Para o 'inventor do céu e do mar'. O problema é que Ele está distante, nem sequer está preocupado com o que se passa conosco. Prova disso é que alguém precisa ligar pra Ele!

O que era uma corrente filosófica entre pensadores nos séculos 17 e 18, hoje é propagado em músicas infantis!

(Luiz Gustavo Assis, pastor e capelão do Colégio Adventista de Esteio, RS)