quarta-feira, maio 30, 2012

Marvel faz apologia de casamento gay

O tema gay con­ti­nua em alta esta semana nos qua­dri­nhos ame­ri­ca­nos. A Marvel, enfim, con­fir­mou o pri­meiro casa­mento da edi­tora, entre o mutante Estrela Polar e seu namo­rado Kyle Jinadu. A cerimô­nia será mos­trada em Astonishing X-Men 50, que chega às comic-shops esta semana nos EUA. A data já era dada como certa após um anún­cio no mês pas­sado, mas só agora foi ofi­ci­al­mente confirmada. Membro dos X-Men, Estrela Polar é um mutante cana­dense que assu­miu sua homos­se­xu­a­li­dade desde os anos 1990. Ele ini­ci­al­mente fez parte da Tropa Alfa, um super­grupo do Canadá e depois foi ganhando impor­tân­cia den­tro da cro­no­lo­gia da Marvel. A his­tó­ria será assi­nada pela escri­tora Marjoriu Liu e dese­nhada por Mike Perkins. Segundo Liu disse em entre­vista ao Comic Book Resources, nem todos os per­so­na­gens mutan­tes irão apoiar o casamento. A edi­ção seguinte, a 51, tam­bém será total­mente dedi­cada à reper­cus­são da cerimô­nia. O tema do pre­con­ceito con­tra homos­se­xu­ais sem­pre foi uti­li­zado nas his­tó­rias dos X-Men, mas agora ganha ainda mais evi­dên­cia ao tra­tar de uma luta urgente da comu­ni­dade gay em todo o mundo, que é o casa­mento civil.

Este mês, o pre­si­dente dos EUA, Barack Obama decla­rou apoio ao casa­mento entre pessoas do mesmo sexo. Por outro lado, o governo do Texas e do Colorado vota­ram con­tra essas uniões. Já a DC Comics afir­mou no último domingo (20) que um pro­e­mi­nente per­so­na­gem da edi­tora irá assu­mir a homos­se­xu­a­li­dade em junho.


Nota: Os defensores dos direitos dos homossexuais estão confundindo combate à discriminação com apologia a um estilo de vida. Casamento gay numa história em quadrinhos para crianças e adolescente é doutrinação. E essa campanha está por todos os lados, fazendo com que os que têm opinião contrária (mesmo que a manifestem pacificamente) tenham negado seu direito de expressão. Tolerância para uns, intolerância crescente para outros. Detalhe: na capa acima (clique nela para ampliar), o oficiante do “casamento”, com um livro de capa preta nas mãos (a Bíblia?), é o Fera, cujo nome, em inglês, é Beast, ou besta. Coincidência?[MB]