sexta-feira, janeiro 10, 2014

Alex é recriminado por ser contra o homossexualismo

Barton ofendeu o brasileiro
Companheiro de Julio César no Queens Park Rangers, o inglês Joey Barton voltou a desentender-se com um brasileiro. Após polêmicas com Neymar e Thiago Silva, a bola da vez é o Alex, do Paris Saint-Germain. A confusão se deu porque o defensor deu uma polêmica declaração sobre o ex-jogador da seleção alemã, Thomas Hitzlsperger, que, nesta semana, afirmou ser gay. Em entrevista à imprensa francesa, Alex deu a entender ser contra a homossexualidade. Pelo Twitter, Joey Barton não perdoou a declaração do zagueiro. “É compreensível quando fanáticos religiosos, sem cérebro, ainda acreditam em um livro de ficção escrito há mais de dois mil anos”, postou o inglês, referindo-se à Bíblia. Antes, Barton já havia elogiado a coragem de Hitzlsperger por assumir sua homossexualidade.

Alex causou polêmica na França ao falar sobre a orientação sexual de Thomas Hitzlsperger. O brasileiro afirmou que “Deus criou Adão e Eva, e não Adão e Ivo”. A declaração foi revelada pelo jornal Le Parisien, antes de um programa que irá ao ar no Canal +.

Sempre por meio de redes sociais, Joey Barton já havia criticado dois dos principais jogadores da seleção brasileira. Antes da transferência de Neymar para o Barcelona, o inglês constantemente questionava o futebol do atacante. Quando Thiago Silva saiu em defesa do então jogador do Santos, Barton afirmou que o capitão da equipe canarinho parecia um transexual. 

Em seu site, a Fifa e seu presidente, Joseph Blatter, manifestaram apoio à atitude de Thomas Hitzlsperger, lamentaram que ainda haja descriminação no futebol e afirmaram que há anos lutam contra qualquer tipo de preconceito.


Nota: Note que Alex disse ser contra a homossexualidade e não contra qualquer homossexual, mas isso bastou para ser recriminado em público e para que a Fifa se posicionasse a favor do jogador homossexual. Barton ofendeu a pessoa de Alex e sua fé, mas ninguém parece se importar com isso nestes tempos. Logo, logo teremos que pedir desculpas ao mundo por ser heterossexuais e/ou cristãos... [MB]