quarta-feira, abril 27, 2016

Criacionistas visitam centro de pesquisa paleontológica

Representantes do Numar visitam segundo maior sítio paleontológico do Brasil

Liderado pelo químico e professor universitário Rodrigo Meneghetti Pontes, um grupo de criacionistas ligados ao núcleo da Sociedade Criacionista Brasileira (SCB) em Maringá, PR, visitou Cruzeiro do Oeste na terça-feira (26), com o objetivo de conhecer a pesquisa paleontológica que se desenvolve no município. Eles foram recepcionados pela vice-prefeita Dayana Mazzer, na Prefeitura, onde conheceram fósseis de pterossauros com aproximadamente 80 milhões de anos [segundo a cronologia evolucionista] e receberam informações sobre o andamento da pesquisa em parceria com a Universidade Estadual de Maringá (UEM) e o projeto de construção em Cruzeiro do Oeste de um museu focado no turismo educacional.

O grupo, formado ainda pela doutoranda em Química Isabela Dancini Pontes, pela administradora Rosemeri Schneider, secretária do Numar/SCB, por Danilo Camargo de Oliveira, biólogo e interessado em um mestrado na área de Paleontologia, e Everton Fernando Alves, mestre em Ciências da Imunogenética e diretor de Ensino do Numar/SCB, visitou uma exposição no laboratório de pesquisa, acompanhados pela diretora de Cultura Idalina Manso e por Neurides Martins, também da Diretoria de Cultura.

Rodrigo, que é vice-presidente do núcleo maringaense da SCB, classificou o que viu de “patrimônio fantástico” e demonstrou interesse na possibilidade de retornar a Cruzeiro do Oeste para desenvolver pesquisas na área de química.

De acordo com Éverton Fernando, a Paleontologia é uma das áreas de interesse do criacionismo. Ele também falou do interesse de trazer a Cruzeiro do Oeste participantes do seminário “Filosofia das Origens”, de âmbito nacional, que será realizado pela SCB em Ivatuba, próximo a Maringá, no mês de outubro.

O criacionismo é a crença religiosa [sic] de que a humanidade, a vida, a Terra e o Universo são criação divina, conforme descrito simbolicamente [sic] na Bíblia. Embora façam o contraste com a teoria da evolução, formulada por Charles Darwin, os criacionistas não negam a ciência. Eles acreditam que o evolucionismo não explica adequadamente a história, a diversidade e a complexidade da vida na Terra.